Scans e Entrevista com Rob e Kristen para a Top Teen

07/07/2010 16:39

 

Image and video hosting by TinyPic

imagebam.com imagebam.com imagebam.com imagebam.com imagebam.com

Robert Pattinson

 

Em primeiro lugar, Rob, obrigado por esta entrevista. Nossos leitores acompanham sua carreira bem de perto.
Eu tenho sorte de ter uma ligação tão agradável com os fãs. Eles podem ser inspiradores, às vezes.

Você já sonhou em fazer um filme sobre vampiros quando era mais jovem?
Nunca. Eu sonhava em ter uma carreira musical. Mas eu gosto de interpretar algo muito diferente do que eu costumava ver nos filmes. Eu queria fazer um filme de ação, mistério, mas também o amor como tema principal.

Como você descreveria Crepúsculo?
Definitivamente não é apenas um filme de vampiros. É uma história de amor que tem alguns elementos extras que o tornam mais interessantes. Foi neste filme que eu tive exatamente o que queria e precisava. O sucesso superou as minhas expectativas cada vez mais.

É difícil trazer Edward Cullen à vida?
De certa forma, é. No mundo dos vampiros, os sentimentos e as paixões são muito mais fortes. Eles são seres estranhos, e mudam o tempo todo. Infelizmente para Edward, todos os seus sentimentos são focados em uma menina mortal, de modo que isso provavelmente tira toda a sua estabilidade emocional. Apesar de ser super romântico, ele ainda é capaz de ser assustador e um vampiro muito forte. É por isso que era difícil interpretá-lo às vezes.

As pessoas comparam esse romance com Romeu e Julieta.
Sim, é um amor que vai além de qualquer dimensão e pode ultrapassar as probabilidades. Apesar de todo mundo saber que é impossível esse relacionamento, há um forte vínculo que une os personagens um com o outro.

Você também é apaixonado como Edward?
Definitivamente. O amor é um forte elemento que eu acho muito necessário na vida. Eu gosto de ser romântico, eu gosto de me apaixonar, e gosto de canções de amor…

Qual é o seu tipo de garota ideal?
Eu não me importo com o exterior. Não tenho um modelo de garota pessoal, assim como também não procuro uma garota muito convencional. Contanto que ela tenha seus próprios objetivos e viva a vida ao máximo…

O que você gosta de fazer no seu tempo livre?
Ler. Coisas de ação, mistério e amor. Se tenho a chance de ler um livro, eu leio.

Como você se descreveria?
Eu não sei, acho que normal? (Risos). Bem, definitivamente um pouco mais louco que os caras normais. Só tenho uma mente inquieta, que nunca me dá um tempo. Fora dos estúdios, eu gosto de me divertir. Gosto de ir pra casa e dormir na minha própria cama, mesmo se ela estiver mais bagunçada que o resto da sala (risos).

Se você tivesse direito a um desejo, qual seria?
Estou muito satisfeito agora, acho que a vida já tem me dado muitas bênçãos.

Gostaria de fazer um filme no México, algum dia?
Claro! Eu gostei do México, foi um dos meus países favoritos que visitei. Gostei da cultura e as pessoas foram muito simpáticas comigo. Passei um bom tempo lá.

Você tem muitos fãs no México que o apoiam, gostaria de lhes enviar uma mensagem?
Eu sei, já conheci alguns deles antes. Eu gosto de compartilhar esta experiência com eles. Me sinto sortudo de ter o carinho de tantas pessoas.



Kristen Stewart

 

Como você se sente sobre o enorme sucesso da saga Crepúsculo?
Eu estou feliz por fazer parte. Quando eu li o script eu tive um pressentimento de que algo grande estava para acontecer.

Sua vida mudou desde que você começou a interpretar Bella?
Totalmente! O nível de atenção que recebo é muito maior. Tem paparazzi o tempo todo, coisas que inventam… É complicado e estressante, mas há grandes coisas que vieram junto com isso. Fiz grandes amigos e visitei lugares que nunca pensei que fosse visitar.

Muitos jovens estão seguindo de perto a sua carreira. Você acha que serve de exemplo pra eles?
Não, e nem quero servir. Cada pessoa tem a sua própria essência e sua própria história. Seria chato se todos tivessem as mesmas características, e só o físico diferente. Gostaria de aconselhar essas pessoas apenas para serem elas mesmas e lutarem para manter o seu verdadeiro eu.

Qual foi a melhor coisa de fazer Bella?
Me deu mais auto-confiança. Somos parecidas. Ela é jovem, quer descobrir o mundo, e amadurece com cada coisa que acontece a ela. Também é corajosa porque aceita as consequências do que faz. A maioria das coisas que acontece na história é por causa dela.Então eu acho que aprendi com ela porque estou mais confiante sobre minhas escolhas e ações.

E qual tem sido a parte mais difícil?
Na verdade, nada. Bella é muito intensa na forma que expressa seus sentimentos. Foi difícil filmar todas as cenas com Edward e Bella porque Bella sente que ela se complementa nele, ela é viciada nele. Quando nas filmagens de Lua Nova o Edward a deixa, me senti estranha. Senti que Bella estava começando a transparecer em mim. Eu podia sentí-la dentro de mim.

Como você descreveria o amor?
É o sentimento mais poderoso do universo. Ele nos ajuda a permanecer fortes e seguir em frente.

Alguma vez você já se apaixonou de forma tão intensa como Bella?
Sim. Foi uma experiência incrível. Eu gosto de me entregar por inteiro como ela faz.

Alguma vez você já teve que escolher entre dois caras?
A idéia de pensar que há apenas um cara certo para você é terrível. É como procurar por um no meio de um milhão de pessoas lá fora. Nós nunca encontraríamos o amor, se isso fosse verdade. Acho que devemos sempre nos dar a oportunidade de conhecer outras pessoas, e experimentar novos sentimentos.

Como você se descreveria?
Eu gosto de expressar como me sinto, gosto que eu faça sentido quando me expresso, e de fazer boas escolhas. Às vezes sou impulsiva ao fazer escolhas. Sou sensível. E gosto de ter amigas para conversar.

O que você mais ama em atuar?
Eu atuo desde pequena, e tem sido um privilégio para mim aprender com cada personagem que interpretei.

Por último, você tem uma mensagem para os nossos leitores no México?
Obrigada pelo apoio. Sigam seus corações, tenham coragem de seguir seus objetivos.


 

Fonte: TwilightPoison




 
Voltar

Pesquisar no site

© 2010 Todos os direitos reservados.