Entrevista com Kristen para a Metro

06/07/2010 21:59

“Quem é que gosta de falar sobre si o tempo todo?”

Quando Kristen Stewart finalmente foi introduzida ao público internacional em sua performance como Bella Swan em Crepúsculo, ela parecia semelhante à sua personagem: muito determinada, ainda tensa e um pouco insegura. A atriz californiana, agora com 20 anos, lutou para se consagrar como um dos rostos mais famosos dos jovens recém-descobertos em Hollywood.

No entanto, assim como Bella, ela está amadurecendo – Kristen finalmente está encontrando seu lugar, ao encarar a imprensa. ”Estou muito melhor nesse tipo de coisa do que eu era antes”, disse ela, quando conseguimos alcançá-la, para falar sobre Eclipse, o terceiro filme da Saga Crepúsculo. ”Eu costumava ser muito desconfortável. Quero dizer, quem quer falar de si mesmo todos os dias?”

Alguns podem pensar que os astros de Hollywood adoram falar de si todos os dias, mas Kristen não faz esse tipo. Pessoalmente, ela é clara e articulada. “Você pode falar o dia todo, e mesmo assim não terá respostas diferentes para as mesmas perguntas. Então torna-se cansativo.”

A situação fica ainda mais complicada pra ela, uma vez que os fãs de Crepúsculo são notoriamente vorazes (chamados de Twihards) e costumam criticar os filmes em todos os aspectos. Stewart também tem que lidar com as incessantes fofocas sobre ela e Robert Pattinson. O casal, ao que se sabe, é mais do que somente nas telas. ”Se você faz o seu trabalho, por que então você tem que falar sobre sua vida pessoal?” Ela se pergunta. ”Eu acho isso um pouco estranho.”

 

Apesar de achar a vida dos holofotes da mídia “um pouco estranha”, Stewart está muito à vontade nas telas. Ela realizou seu primeiro trabalho na televisão com apenas nove anos e já aos 11 anos ela filmou em 2002 ‘O Quarto do Pânico’, com Jodie Foster.

“Começar jovem nunca foi um problema”, diz ela. “Na verdade eu não curtia muito essa fase de aprontar na escola. Acho que sempre me senti mais velha do que era. Acho que já era meio adulta aos 5 anos. E com 12 eu já me sentia como uma.”

Algumas de suas performances realmente demonstraram essa maturidade: com apenas 13 anos, ela estrelou como uma adolescente que é estuprada e fica muda, em Speak (2004), e em Adventureland, um filme mais recente (2009), ela interpreta uma adolescente que é mais precoce que outras da sua idade. “Ao interpretar a personagem em Adventureland, por exemplo, tem a questão de você poder não gostar de si mesmo, e de como você pode ser mais esperta que as outras pessoas da sua idade, mas isso ninguém consegue”, diz ela. “E então esse lado meio masoquista que as meninas tem, e disso eu posso dizer.”

Mesmo em todos os três filmes, ela é de longe a mais forte dentre dos atores jovens. E ela fica um pouco sem jeito quando fazem esse tipo de elogio.

“Eu só acho que Bella é muito bem escrita, e ela amadurece gradualmente,” disse Kristen, mudando de assunto. “Eu acho que as pessoas se identificam com Bella porque ela é extremamente bem escrita, e enquanto ela passa por emoções mesmo que simples, elas são sempre muito extremas e sensoriais. Não é como se ela fosse sempre muito confusa. Ela só vivencia plenamente qualquer emoção que está sentindo.” Kristen riu. ”Ela é tão desesperada o tempo todo!”

O filme estreou na semana passada nos Estados Unidos, arrecadando mais em bilheteria que Toy Story 3 e The Last Airbender juntos. Quando o filme sair de cartaz, Kristen estará de volta nas telas interpretando uma outra adolescente, quando faz o papel da roqueira Joan Jett em The Runaways, que mostra a origem e a queda da banda de rock só de meninas, que estourou em 1970 com a música hit Cherry Bomb. O filme também é estrelado pela sua colega de elenco, Dakota Fanning.

“Acho que a história é surpreendente, as barreiras que Joan e a banda quebraram, sendo as garotinhas no meio desse mundo machista”, diz Kristen. “Ao começar a trabalhar jovem ao lado de atores como Jodie Foster e Sean Penn, aprendi a realmente correr atrás dos meus projetos, os quais estou totalmente apaixonada e, é claro, Crepúsculo me deu a chance de realizar isso.”

 

Fonte: Metro

Voltar

Pesquisar no site

© 2010 Todos os direitos reservados.